LUZIÂNIA: Presidente do SD faz um balanço dos primeiros 6 meses à frente da legenda

735

Presidente do SD em LuziâniaPor Wendell Che

O empresário Geraldo Caixeta, presidente do Solidariedade (SD) em Luziânia, conversou com o Blog sobre seu primeiro semestre na liderança municipal do partido. Acompanhe:

BLR:  Geraldo, 6 meses após a decisão de ir para o Solidariedade, você considera que a escolha foi certa?

Geraldo Caixeta: Com certeza, antes de tomar a decisão de ir para o Solidariedade, eu pesquisei bastante, analisei o trabalho realizado por eles e, principalmente, as propostas do Partido. Hoje vejo que além da valorização do trabalhador e do forte lado social, o SD também é um partido que não carrega nenhuma carga negativa, é um partido neutro, independente, o que se identifica muito com o trabalho que realizo.

BLG: Explica para o nosso leitor o que seria esse forte lado social do partido?

Geraldo Caixeta: Significa defender os direitos humanos em todas as áreas, o Solidariedade é um grande defensor dos direitos dos idosos, das crianças e adolescentes. E aqui em Luziânia eu sempre busco apoiar pessoas que façam algo de bom para nossos moradores. Por exemplo, hoje apoio a ONG Ideias, que fica na Vila São José, e tem a frente a competente amiga, Joelma Almeida. Também abracei o projeto Luziânia Solidária, dentre vários trabalhos individuais que realizo. Para mim, pequenos gestos são de grande valia.

BLG: O mês de dezembro é um mês diferente, devido ao que se comemora no dia 25 de dezembro. Você acredita que o Natal realmente tem o poder de deixar as pessoas mais solidárias?

Geraldo Caixeta: Bom, eu vejo que no fim do ano, muitas pessoas realizam campanhas de arrecadação de brinquedos, roupas, fazem muitas doações, mas para mim o espírito natalino tem que estar presente em nós o ano inteiro. Dezembro é o marco, o nascimento de Cristo, onde renovamos nossa fé e nos fortalecemos para o ano seguinte, mas não é preciso uma data específica para se fazer uma boa ação, ou colocar em prática trabalhos voluntários.

Fonte: Blog Luziânia na Rede