Polícia Militar inicia Operação Legalidade e Rollemberg paga pra ver

491

Rollemberg e pmsPor Renata Poli

Representantes da Polícia Militar, estiveram reunidos na manhã de ontem com o Governador Rodrigo Rollemberg e a Presidente da Câmara Legislativa Celina Leão para tentar evitar a deflagração da Operação Tartaruga ou Legalidade. Segundo policiais que estavam a frente das negociações o Governador demonstrou  pouco empenho em tentar chegar a um acordo com a categoria, pois não foi feita nenhuma proposta concreta.

A Secretaria de Ordem Pública do Distrito Federal, que a vários meses  vem sendo destaque em alguns meios de comunicação seja devido a disputada de poder entre o então secretario Arthur Trindade e o Comandante da Policia Militar, a escolha do novo nome para comandar a secretaria que atualmente vem sendo chefiada pela secretaria adjunta ou a diminuição dos índices de violência.

O Governo de Brasília, que tem um discurso padrão onde diz que faltam recursos é o mesmo governo que dispõe de recursos para eventos, propagandas institucionais, times de Voleibol e Basquete, onde recebem valores altíssimos  enquanto os servidores e fornecedores minguam a espera de receber seus valores devidos.

A Operação Legalidade, foi deflagrada em um período muito critico  tendo em vista que nesta época são agraciados com o induto de Natal e Ano Novo milhares de presidiários que são soltos para  “visitar suas famílias”, mas que aproveitam a oportunidade para cometerem novos crimes e não voltarem mais a cadeia.

Enquanto isso a população que já não possui uma segurança adequada deve ficar ainda mais vulnerável a ação dos criminosos devido a falta de sensibilidade do poder público que não apresentou nenhuma perspectiva para que as promoções dos militares sejam efetuadas.

Segundo fonte da Politica Militar, os recursos para as promoções e chamamento de novos policiais, esta assegurado pelo Fundo Constitucional, mas o atual governo não tem dado a devida atenção nem se empenhado para que caos da segurança pública  não chegue ao extremo “Este Governo se omite de suas obrigações e quando o problema esta instalado costuma jogar a conta nas categorias que vão as ruas na tentativa de garantir seus direitos”.

Um dos lideres do movimento o Sargento Lusimar Arruda “Jabá”, “esta é a primeira reunião dos policiais, onde aproximadamente 4000 homens deixaram suas casas para vir a praça do Relógio reivindicar seus direitos, o governo do DF não tem dado a atenção necessária a categoria, tentamos negociar com o Governo, pedimos apoio aos deputados da base governista na Câmara Legislativa e Federal mas nada fez com que o Governador fizesse uma proposta, fomos informados a vários meses que as promoções iriam acontecer mas no inicio de dezembro recebemos a informação que não iriam sair mais, vários companheiros de farda já tinham comunicado aos familiares, comprado novas fardas e divisas para que assim que fosse publicada a promoção estivessem  prontos a assumir a nova patente, porém a tropa foi acometida pela noticia negativa “.

Operação Legalidade

Fonte: Blog do Cafezinho