GDF garante que atividades escolares e econômicas possam ser retomadas com segurança

O Distrito Federal está pronto para abrir todas as atividades econômicas e escolares, segundo afirma o governador Ibaneis Rocha. Estudos feitos pelo GDF mostram que o confinamento das pessoas está saturado, seja pela necessidade econômica das famílias ou pela pressão psicológica, e, para ele, a abertura deve ser feita com responsabilidade e condições de atendimento da população na rede de saúde pública.

“Sabemos que um confinamento não pode durar mais de 60 dias. Hoje as pessoas estão massacradas, torturadas, asfixiadas econômica e psicologicamente”, disse o governador. “É preciso começar a voltar à normalidade. Vamos encarar a doença como deveria ter sido tratada desde o início: uma gripe letal, perigosa. Não é uma gripezinha como alguns chegam a falar, mas uma gripe que apresenta muitas complicações e que exige que os governantes ofereçam tratamento amplo e eficaz”.

A abertura da economia e das atividades escolares não é uma contradição com o recente decreto que declarou calamidade pública no DF, segundo Ibaneis Rocha. “Todas as medidas de prevenção estão sendo tomadas para que tenhamos condições de fazer a abertura com segurança”.

O governador ressalta que, na prática, grande parte da população já saiu do confinamento. “Não adianta fechar os olhos para o que já está acontecendo: bares estão funcionando a portas fechadas, manicures e cabeleireiros estão indo na casa das pessoas ou trabalhando meia-porta, professores de educação física estão reunindo grupos. É melhor criar condições sanitárias adequadas para que o comércio possa funcionar de forma segura para todos”, afirma.

“Ha uma desobediência geral, impossível de controlar. A população está ciente dos riscos que a covid-19 traz, mas ainda assim está saindo, por um ou outro motivo. Por isso é preciso organizar a volta à normalidade”, disse o governador.

As escolas serão o capítulo final dessa abertura. A preocupação do governador Ibaneis Rocha é que o retorno se dê de forma segura e organizada. “Quero reabrir as escolas privadas no dia 27 de julho e as públicas no dia 3 de agosto, mas antes tenho que aplicar todas as medidas de sanitização, instalar mais bebedouros, tapetes de desinfecção, oferecer álcool gel e providenciar espaçamento seguro para professores e alunos”, assegura.

Ele ressalta que este movimento está ocorrendo em todo o mundo, com maior ou menor sucesso. “Essa é uma realidade mundial, não temos como fugir. Todos já passaram ou vão passar por isso. É melhor encarar o problema, já que não há como evitar”, disse o chefe do Executivo.

O governador Ibaneis Rocha afirma que tem agido com responsabilidade desde o início da pandemia. Os resultados são incontestáveis. “O Distrito Federal tem um dos menores índices de morte por Covid-19 do Brasil. Infelizmente, muitas pessoas com comorbidades ainda vão sofrer e até morrer por causa do vírus, já que não há remédio ou vacina. É uma realidade dura, mas estamos oferecendo tratamento e internação para todos que precisam. Nós vamos ter 800 leitos de UTI prontos para atendimento de todos os cidadãos. Nenhuma cidade do Brasil terá isso”, explica o governador.

Ele acrescenta que o DF acaba de receber mais 300 mil testes e não vai faltar leito para tratamento da Covid -19 ou qualquer outra doença.

Sobre as contestações que o GDF tem sofrido, o governador afirma que não vai recuar das soluções apontadas pelos estudos e pesquisas que são atualizados a todo momento. “O Ministério Público tem procurado politizar uma situação que é de saúde pública. Eu não vou entrar nessa polêmica. Estou fazendo o melhor para a população e os resultados estão aí, com aumento constante da capacidade de atendimento da rede pública, parceria com a iniciativa privada e organização de todo o sistema. Eu tenho responsabilidade e sei exercer a autoridade que as urnas me deram”, finaliza o governador do DF.

Com informações do GDF

Next Post

DOA A QUEM DOER | “Aqui era só mato”, diz reitora na entrega de estacionamento da UNB – Campus Gama

Por Jair Henderson Na manhã desta terça-feira (30/06) ocorreu a entrega do estacionamento da Universidade […]