Através da política, jovem de Planaltina de Goiás quer mudar a realidade da cidade

762

Por Delmo Menezes

Refletir sobre a importância desempenhada pelas mulheres na política é um exercício interessante, principalmente quando levamos em conta  uma sociedade ainda com preconceitos.

Ao analisarmos que dentre os eleitores no Brasil as mulheres são maioria, (51,7% segundo dados do IBGE), e  que elas representam apenas 9% da Camara Federal e 10% no Senado,  podemos concluir que é extremamente necessário uma maior participação representativa, para o fortalecimento da democracia e garantia dos Direitos da mulher.

Em Planaltina de Goiás, cidade que fica a 63 km de Brasília, pertencente a região metropolitana do DF, tem uma história que se confunde com a da própria capital, assim como inúmeros problemas sociais em consequência da falta de estrutura na maioria dos setores.

Foi nessa pequena e simpática cidade, que conhecemos a jovem Rayanne Welly, diretora da ONG JOIA, entidade que trata de esporte, saúde e projetos sociais. Rayanne é estudante universitária de psicologia, comissária de bordo e pré-candidata a vereadora da cidade.

Filiada ao PSDC, Rayanne Welly, apesar dos seus 24 anos de idade, é uma jovem que tem grandes projetos para sua cidade e região. Nesta breve entrevista concedida ao blog Agenda Capital, fala com desenvoltura sobre seus projetos sociais, e de sua pré-candidatura a vereadora de Planaltina de Goiás.

AC – O que motiva uma jovem candidatar-se a vereadora de Planaltina/GO?

Sou filha de pioneiros da cidade, nasci e fui criada aqui. Conheço essa cidade muito bem e sei exatamente as dificuldades que a população vem enfrentando. Por que as pessoas esperam resultados diferentes, se fazem tudo igual? O que me motiva é saber que tenho força, vontade, capacidade e amor para fazer diferente e muito mais pela nossa cidade.

AC – Qual o seu posicionamento em relação ao cenário político do país?

Tenho certeza que o Brasil necessita de mudanças urgentes. Sou a favor de novas eleições, desde a presidência até o legislativo. Nosso País não suporta mais os que estão nesses cargos. Infelizmente usam seus poderes de forma errada, com desvios de verbas e mau uso do dinheiro público. Precisamos de renovação consciente e responsável, ou seja, novas pessoas com ideias diferentes, eficientes e honestas.

AC – Quais seriam seus projetos para a população de Planaltina/GO?

Busquei me preparar para ser uma vereadora diferente. Fui conhecer a realidade de várias cidades no Brasil e conheci lugares e projetos que deram certo e que mudaram a vida das pessoas. Não é obrigatório reinventar a roda e sim copiar o que deu certo e eliminar o que não deu. Vejamos aqui alguns exemplos:

– Pirenópolis de Goiás, se desenvolveu com o turismo rural e hoje é uma cidade com bom saneamento básico, limpa, com excelente comercio e emprego. Planaltina tem excelentes cachoeiras, lagoas maravilhosas, hotéis fazenda e é mais perto de Brasília, ou seja, temos um grande potencial turístico não explorado.

– Goianésia de Goiás, se desenvolveu com incentivos a indústrias e atividades rurais e hoje é uma cidade limpa, com faculdades e em pleno desenvolvimento. Planaltina tem um grande município e com incentivos semelhantes poderíamos estar muito melhor.

– Em São Jorge de Goiás foram dados incentivos aos restaurantes e botecos para melhoria da infraestrutura, e com isso a cidade ficou mais limpa e bonita. Aqui em Planaltina quero instituir o projeto de transformar botecos em bar, ou seja, mais ambientados e bonitos para um maior conforto dos cidadãos planaltinenses e atrativos para os turistas.

– No Rio de Janeiro os ônibus municipais são confortáveis, com ar condicionados e novos. Aqui em Planaltina não tem porque ser diferentes.

Junto com a população e com o prefeito quero trazer esses e muitos outros projetos que deram certo e é claro tentar criar novos.

AC – Quais conselhos você daria a um jovem que acabou de completar 18 anos e mora na sua cidade?

Primeiro, tenha sempre Deus ao seu lado; Segundo, o melhor investimento que você pode fazer é se formar, ter um curso profissionalizante, técnico ou superior; Terceiro: veja o que deu errado e faça diferente.

AC – Em relação a esporte e saúde, quais são seus projetos?

Essas são as minhas áreas! Vejo o esporte como a solução para a diminuição da criminalidade, como solução de vida profissional e educacional. Vou trabalhar junto ao prefeito para trazer ao menos um espaço que tenham áreas poliesportivas, com práticas de futebol, natação, “rugby”, danças, artes marciais e outras. Com isso vamos trazer os jovens para bons hábitos e recuperar infratores. Não é correto prender, bater e depois soltar. Temos que ter um planejamento junto a polícia, prefeitura e ONGs para ressocializar estes jovens. O esporte pode ser a solução. Hoje já temos práticas esportivas na praça central, no estacionamento do Fórum, todas as segundas e quintas as 19 h, através da ONG JOIA, ao qual sou Diretora.

Em relação à saúde temos que investir na atenção primária. Uso o Sistema Público de Saúde e sei que está no fundo do poço. Vamos ter que começar do zero. Incentivar a vinda de médicos para a cidade é fundamental. Sei que isso não é uma tarefa fácil, mas posso garantir que com projetos de formação, como trazer alunos de medicina, dar condições de trabalho, salários atrativos, melhoria física da cidade e segurança, isso seria possível.

AC – Diante da crise nacional que afeta todos os entes federativos, como você poderia ajudar Planaltina de Goiás, no sentido de conseguir emendas parlamentares para o município?

Essa é a pergunta que todo candidato deveria se fazer. Tenho um monte de ideias, mas como vou conseguir?  Todos prometem coisas, mas não dizem como vão conseguir. Pois eu sei, tenho bons projetos, apoios, vontade, capacidade e conhecimento para garantir que junto à Prefeitura, Câmara, Senado, Ministérios e ONGs, trarei esses investimentos.

Tenho acima de tudo muita fé em Deus e colocarei Ele sempre a frente!

Fonte: Agenda Capital