Internauta faz deputado Israel passar vergonha

960

Por Elton Santos

Por essa o deputado distrital Israel Batista (PV) não esperava. Acostumado a ensinar, o parlamentar, que é professor, recebeu uma “aula” sobre o uso das normas da ABNT. Explico: em suas redes sociais, ele comemorou a aprovação da lei dos postos de combustíveis em supermercados. Entretanto, não colocou o crédito de quem realmente era o autor do projeto aprovado, que é o petista Chico Vigilante.

Nos comentários da postagem de Israel, uma internauta, ironicamente agradeceu ao Vigilante e pediu para ele não querer ser o pai da criança. O parlamentar rebateu: “não disse aqui que o projeto era meu… essa é uma causa maior que eu me engajei… e, desde a primeira votação, quando ele foi barrado, eu já havia votado a favor”.

A eleitora, é claro, retrucou: “Prezado Professor Israel, de acordo com as normas da ABNT quando citamos a obra de alguém, por lei temos que citar a fonte, caso contrário isso é plágio!… se o objetivo do Sr. é APENAS citar o projeto, por favor retifique o seu post e cite o nome do PAI do mesmo”.

pagina israel

 

comentário pgna israel

Fonte: Guardian DF